Notícias e Novidades

Contrato de Locação Residencial com Depósito: Saiba como é feito

Contrato de Locação Residencial com Depósito: Saiba como é feito

O Contrato de Locação Residencial com Depósito é feito para assegurar tanto os direitos quanto os deveres do locador e locatário durante todo o período de uso de um imóvel.

Todo o conteúdo produzido é importante para que a entrega das chaves seja efetuada em conformidade com as normas e leis vigentes.

Vamos te explicar os principais termos contidos em um contrato de aluguel e disponibilizar os tópicos contidos em um modelo de contrato de aluguel simples.

Contrato de aluguel simples

Quando há o interesse em alugar um imóvel, o primeiro passo que a maioria das pessoas faz é o de identificar onde deseja morar. Em seguida, entra em contato com a imobiliária, agende uma visita, tem se o conhecimento do preço do aluguel e decide-se morar naquela residência.

Para que os dois lados estejam cientes de como será o relacionamento entre as partes interessadas (o proprietário do imóvel em alugar e o locatário em morar na residência), o contrato de locação residencial estabelece uma série de regras a ser cumpridas.

Entre as informações estabelecidas estão:

  • Quantos meses de aluguel serão depositados com caução (limitados até 3 meses);
  • Vistorias no imóvel para identificar a estrutura;
  • Prazo de locação e possíveis prorrogações.

Confira um modelo de contrato de aluguel simples.

Modelo de Contrato de locação residencial com depósito

O ideal a quem deseja saber como fazer um contrato de aluguel é ter um profissional especializado em elaborar os documentos de locação para que todas as cláusulas inseridas.

Reunimos o que não pode faltar no contrato de aluguel do imóvel. Vale ressaltar que o contrato de locação residencial com depósito é validado com a assinatura do locador, locatário e de duas testemunhas, bem com o que determina a Lei do Inquilinato.

Dados do locador e do locatário

O contrato de locação residencial com depósito deve conter nome completo, RG, CPF, entre outros dados pessoais dos dois.

Endereço do imóvel

O contrato identifica o endereço, CEP, número da residência e em qual cidade. Deste modo, evita-se qualquer tipo de equívoco.

Data de entrega do imóvel

A entrega das chaves do imóvel, bem quando o locatário pode se mudar é validada a partir do momento que o contrato foi assinado.

Vigência do contrato com o prazo de locação

Também é importante indicar por quanto tempo a pessoa pode morar na casa e se esse prazo será prorrogado.

Valor do aluguel

Quanto o inquilino pagará ao proprietário deve ser descrito em moeda vigente. Os reajustes também precisam estar em contrato, de acordo com os índices. além das despesas, tributos e multas.  

Forma de comprovar o pagamento

É responsabilidade da imobiliária emitir um comprovante de pagamento mensalmente, bem como informar se o valor será em espécie, boleto, depósito etc.

Atrasos de pagamento

O contrato de locação residencial com depósito pode definir um prazo de tolerância se houver atrasos, além de uma porcentagem cobrada depois do prazo limite de pagamento.

Como o imóvel será utilizado

Nesta cláusula, identifica se o imóvel pode ser utilizado com a finalidade residencial e comercial, se o inquilino pode ou não sublocar etc.

Condições de recebimento e entrega do imóvel

Toda benfeitoria que o inquilino desejar fazer precisa ser autorizada pelo proprietário, que pode vetar caso não desejar a mudança. Além disso, é imprescindível zelar pela manutenção do imóvel a ponto de não comprometer a infraestrutura.

Rescisão ao final do contrato

Por qualquer motivo, se o locatário desejar sair do imóvel antes de findar o período de locação, o contrato precisa estabelecer o prazo que o mesmo precisa avisar sobre a desocupação, bem como multas etc.

Leia também:

Depósito Caução: Tudo que você precisa saber sobre o assunto

Voltar para a página anterior